Prefeito se empenha em remover cancelamento do governo federal e trazer convenção da ONU para Salvador

         



Deixando claro não ter recebido com bons olhos o cancelamento por parte do governo federal da convenção da Organização das Nações Unida (ONU) sobre mudanças climáticas (UNFCCC), marcado para acontecer entre 19 e 23 de agosto, o prefeito ACM Neto (DEM) afirmou ter ainda todo interesse em trazer o evento para a capital baiana.

Conforme ele frisou em suas redes sociais, a realização da conferência em Salvador é muito importante para a economia da cidade. “Bem como, para mostrarmos os programas que estamos desenvolvendo dentro da agenda climática, tema que definirá o futuro do mundo e dos nossos filhos”, elencou.

Com base nisso, Neto afirmou ter pedido ao secretário de Cidade Sustentável e Inovação, André Fraga para entrar em contato com os representantes do evento na ONU e checar a possibilidade de mantê-lo em Salvador.

“Pois, a prefeitura não vai medir esforços para que este evento de repercussão mundial aconteça na primeira capital do Brasil”, mandou o recado.

O secretário de Cidade Sustentável e Inovação já havia declarado em tom mais contundente que o ministro do Meio Ambiente do Governo Bolsonaro, Ricardo Salles, possui uma visão do século 19.

De acordo com O Globo, o Ministério do Meio Ambiente afirmou, por meio de nota, que o evento foi "concebido pela gestão anterior", quando estava previsto que o Brasil sediaria a COP25.

Em entrevista ao blogo de Andréia Sadi, do G1, Ricardo Salles ainda questionou sobre "fazer uma reunião para a turma ter oportunidade de fazer turismo em Salvador? Comer acarajé?”. O evento foi remarcado para acontecer em Santiago, no Chile, no próximo mês de dezembro.
*Do BNews