Advogado abandona defesa de modelo que acusa Neymar

         



O advogado Danilo Garcia Andrade deixou na noite de ontem, segunda (10) a defesa da modelo Najila Trindade, que acusa o jogador Neymar de estupro e agressões.

Ele não detalhou os motivos específicos para largar o caso, se limitando a dizer que não se sentia mais confortável para o trabalho.

No sábado (8) e mais cedo ainda nesta segunda, Danilo já havia afirmado que deixaria o caso se Najila não apresentasse as provas que afirma ter.

Ele esteve na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher nesta tarde e, na saída, afirmou que a cliente ainda não entregou o celular que teria um vídeo que seria a prova do crime.

"Não estive com minha cliente. Não estou com o celular. O prazo é até a meia-noite para ela entregar. Se ela não entregar, eu deixo o caso. Não dá para defender alguém que não entrega as provas”, afirmou Danilo ao deixar a delegacia.

O advogado defende que as imagens da gravação são fundamentais para a tese que ele apresentará para a Polícia Civil. Até o momento, foram divulgados apenas 66 segundos do vídeo. Najila afirma que trata-se de um vídeo de sete minutos de gravações.

Em um primeiro momento, Najila afirmou que as imagens estavam em um tablet que teria sido roubado em um arrombamento que ela diz ter acontecido em seu apartamento. Peritos analisam o local e a administração do prédio nega qualquer crime no local.

"Diz ela [Najila] que vai entregar. Até agora não recebi. Vim avisar à delegada que não recebi. Ela [Najila] fala que tem, mas não entrega”, finalizou ele.