Academia de Ciências da Bahia reelege Jailson Andrade

         



Os membros da Academia de Ciências da Bahia (ACB) reelegeram o atual presidente da entidade, Jailson Andrade, por um mandato de mais três anos. A eleição ocorreu em reunião dos acadêmicos na sede da Fapesb (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia), no bairro de São Lázaro. Para o cargo de vice-presidente, ocupado na gestão passada pelo professor Edivaldo Boaventura, que faleceu, foi eleito o pesquisador Manoel Barral Neto.  

 
Integram ainda a chapa eleita os Membros Titulares Mitermayer Galvão dos Reis, Irundi Edelweis e Zelinda Leão. Para o Conselho Fiscal foram eleitos: Olival Freire Júnior, Tânia Fisher, Wilson Lopes e Mendonça Filho (suplente).
 
Como representantes dos setores foram eleitos: Mauricio Barreto(Ciências da Vida), Amílcar Baiardi (Ciências Exatas), Dora Leal Rosa (Filosofia e Ciências Humanas), Othon Jambeiro (Ciências Sociais Aplicadas) e Maria Virgínia Gordilho(Artes). 

 

Jailson Andrade

O pesquisador baiano Jailson Andrade é professor titular e pró-Reitor de Pós-graduação e Pesquisa do Centro Universitário Senai-Cimatec. Como pesquisador do CNPq atua desde 1988. É Licenciado e Bacharel em Química (UFBA), Mestre em Ciências (UFBA), Doutor em Ciências em Química Analítica e Inorgânica (PUC-RJ) e realizou estudos em nível de Pós-Doutorado no Brookhaven National Laboratory (NY-USA). Foi também pesquisador visitante no Desert Research Institute (NV-USA).

 

Andrade é membro da Ordem Nacional do Mérito Científico, no grau de Grã Cruz, e Fellow da Royal Society of Chemistry. É professor titular da UFBA aposentado, ex-Editor do Journal of the Brazilian Chemical Society (1990-2012) e membro do Editorial Board do Microchemical Journal. É ainda Coordenador do INCT em Energia e Ambiente.

 

Academia

A Academia de Ciências da Bahia (ACB) é uma entidade de direito privado sem fins lucrativos, fundada em 17 de setembro de 2010 pelo professor e ex-governador baiano Roberto Figueira Santos, em Salvador, com a finalidade de contribuir para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia como fator essencial ao bem-estar social no país, fomentando a ligação entre os setores acadêmico, produtivo e governamental do Estado da Bahia. A ACB atua no sentido de estimular a formação de pesquisadores nas áreas da ciência e da tecnologia.