Geraldo Júnior defende permanência de Paulo Magalhães Jr. como líder do governo

         



Em meio às especulações de que haveria uma rusga na relação do líder do governo, Paulo Magalhães Jr (PV), com o presidente da Câmara Municipal, vereador Geraldo Júnior (SD), e de até uma possível saída do edil do posto de liderança do Executivo Municipal, a sessão, de terça-feira (10), serviu para “virar a página” do assunto.

“Os desentendimentos fazem parte do processo democrático de direito. Paulo Magalhães é um amigo e nossa amizade transcende o mundo da política. Nós continuamos alinhados, respeitamos o processo, queremos o que é melhor para a cidade, podemos em algumas vezes divergir, com decência, cautela e transparência. Mas sabendo que, quando saímos do plenário, a nossa relação de amizade, e, acima de tudo a nossa relação institucional, deve ser prevalecida com sentimento de justiça e lealdade”, destacou Geraldo Júnior.

O chefe do Legislativo Municipal se pronunciou após o discurso de Paulo Magalhães Jr, que subiu à tribuna para esclarecer as acusações. “Imagine Vossa Excelência Geraldo Júnior, que se há alguém que tem uma afinidade, uma lealdade, uma proximidade tem que ser igual a nossa, porque se for maior que a nossa, é difícil”, enfatizou, e ainda acrescentou que foi um dos primeiros vereadores a apoiar a candidatura de Geraldo Júnior à presidência da Casa e declarou “legitimo e fiel escudeiro”.

Quando questionado sobre a possível saída do líder do governo do cargo, Geraldo Júnior defendeu a permanência de Paulo Magalhães Jr., ao afirmar que o vereador “tem um papel importante na condução dos rumos desta presidência, da mesa diretora”, e concluiu dizendo que o assunto era “página virada, tenho certeza, para todos e todos nós iremos continuar contribuindo nisto”.